As Folgas

As folgas existem para quebrar as semanas de trabalho. Estão ali no meio. Para o patrão uma inconveniência, para o funcionário uma benção. Há quem as tenha fixas, e quem as tenha rotativas. No entanto existe sempre algo que pode ser mexido.

Algum gestor de recursos humanos, quando estava na casa de banho e antes de puxar o autoclismo, teve uma idea: Vamos proibir as folgas num dia.

E assim aconteceu num hipermercado em Portugal. Passou a ser proibido folgar as Terças-Feiras. Substitui-se este dia de folga por outro na semana.

Pensam assim que conseguem resolver um problema, criando outro.

Se o problema inicial é falta de pessoas, já se sabe que num hipermercado se são necessárias 50 pessoas para trabalhar, só contratam 25, substituindo por outro problema que é o facto de passar a existir um maior concentração de folgas no dia de substituição. È claro que isso resolve-se depois……Talvez criando outra proibição….

Talvez proibir as folgas á Sexta-Feira, para preparar as vendas para o fim de semana. È claro que depois será as Segundas-Feiras para arrumar a desarrumação do fim de semana.

Isto tudo já a acumular a outras ideias brilhantes que alguns hipermercados obrigam os funcionários a aceitar, de uma forma bastante consensual, obviamente.

Como por exemplo o facto de que as ferias só podem ser iniciadas a uma Segunda-Feira, tendo em conta que as folgas são rotativas, esta-se mesmo a ver quem fica beneficiado com esta ideia.

Por falar em ferias também é interessante a marcação das mesmas:

  • Janeiro: não pode ser, existem inventários e devoluções do Natal a fazer,
  • Fevereiro : também não dá, preparar as promoções para o Carnaval,
  • Março: negativo, está aí a Pascoa,
  • Abril: nope, preparar as campanhas de campismo e material de férias,
  • Maio: claro que não, reforçar as campanhas de campismo e material de férias,
  • Junho e Julho: é que nem pensar, querem ir todos nos mesmos meses, quem fica para trabalhar?
  • Agosto: não, preparar o Regresso á Escola,
  • Setembro: nada, inventários e preparar o Natal,
  • Outubro, Novembro e Dezembro: ah, ah, ah, ou melhor oh, oh , oh loucura do Natal, ninguém de ferias.

È claro que os inventários são feitos durante a noite, se bem que mesmo que não tenham horários nocturnos atribuídos, os funcionários das respectivas secções têm e ir trabalhar de noite, uma vez que a secção é deles, não é do hipermercado.

Com estas ideias brilhantes todas é óbvio que todos os funcionários se sentem motivadissimos. Depois ainda não percebem porque que é que se fazem greves nos hipermercados…..

 

Só mais uma nota. È claro que o gestor de recursos humanos, continua a ir á casa de banho com frequência, e tem as suas folgas fixas ao Sabado e Domingo.

 

Deixe uma resposta